Controle de estoque automatizado: assertividade para sua gestão

Controle De Estoque Automatizado: Assertividade Para Sua Gestão - R.Monteiro

Gargalos no controle de estoque geram muitos prejuízos a empresas, enquanto manter um controle mais assertivo gera rentabilidade e a deixa mais competitiva no seu nicho de mercado. Isso porque o estoque está diretamente vinculado aos resultados contábeis e financeiros do negócio.

O controle de estoque é um processo que define o tipo de mercadoria que está sendo adquirida pela empresa e a sua finalidade, cujo objetivo é manter o equilíbrio das compras, vendas, entregas, custos, despesas e indicadores da organização. Uma estratégia voltada para a otimização do tempo dos colaboradores e evidência do real fluxo de mercadorias.

Sendo assim, para que todo o processo evidencie a gestão de estoque, é necessário que ocorra os devidos registros de entradas e saídas, que o giro de produtos seja acompanhado pela gestão, e o inventário dos materiais seja realizado regularmente e não somente no período anual, o qual é exigido pelo fisco. Em suma, o controle entre o sistema e o estoque físico precisa ser acompanhado de perto.

Vantagens da automação do controle de estoque

Ter um sistema operacional que faça o controle automatizado é sempre mais eficiente do que o controle por planilhas, pois esta, com fórmulas incorretas, descredibiliza toda a operação. Portanto, evidenciamos que uma boa gestão de estoque é importante para que as atividades produtivas fiquem em dia e gere a facilidade na busca por produtos disponíveis em diversos setores operacionais e de gestão estratégica.

A automatização do controle de estoque é um processo que soma dentro da empresa, ele otimiza tempo e recurso, como também exige padronização. Sendo assim, orientamos que apenas uma pessoa seja responsável pela criação de códigos de produtos, ou que poucas pessoas tenham permissão dentro do sistema para entrada de notas. 

Outro ponto importante a ser abordado é a atenção redobrada quando for informar a unidade de medida a ser usada, e principalmente a finalidade do produto dentro da organização. A administração manual do estoque dentro do ERP tem que ser minimamente utilizada, quanto mais operações manuais, maiores as maximizações de erros e menos fidedigno fica a operação.

Vale ressaltar que o sistema ajuda na gestão, mas a organização do estoque físico é tão importante quanto. Padronizar dentro do sistema todos os códigos, descrições e demais informações é de suma importância, porém reservar um espaço para o material físico, que seja fácil de inventariar posteriormente, tem o seu papel importante.

Automatize o seu controle de estoque com a R. Monteiro

Hoje, a R. Monteiro possui parceria com a Omie, um sistema de gestão para auxílio nas demandas da empresa e principalmente para controle de estoque. A Omie permite que o cliente faça a parametrização dos cenários fiscais, emita as notas de venda e as notas de entrada que são lançadas no sistema para controles financeiros e alimentação do estoque.

O sistema é automatizado para conversar entre os módulos, efetuar a integração entre os departamentos – como, por exemplo, o contas a pagar – e o recebimento da nota de entrada (ou entre a nota de entrada e o cadastro do produto no estoque), para deixar registrado a movimentação dos produtos. 

Conclusão

A R. Monteiro auxilia seus clientes na automação e na conscientização de um controle de estoque efetivo, independentemente do tamanho da empresa, sempre orientamos que tanto um comércio recém-aberto, quanto uma indústria que possua grande movimentação de compras e vendas, precisam contar com um modelo de sistema assertivo.

Entre em contato conosco e conheça melhor as nossas soluções em gestão financeira e de estoque para o sucesso do seu negócio.

Classifique nosso post [type]

Deixe um comentário

Últimos posts:

Categorias
Arquivos
Recomendado só para você
Fevereiro chegou e com ele um dos compromissos fiscais mais…
Cresta Posts Box by CP