Falar sobre organização financeira, em especial no período de pandemia, é complexo e ao mesmo tempo extremamente importante.

O primeiro passo para que você tenha uma visão mais ampla de seus resultados é registrar tudo que entra e sai mensalmente de seu caixa. Ao fazer isso é possível enxergar seu lucro ou prejuízo do mês e quanto mais de perto você acompanhar seu caixa, mais controle terá sobre ele.

Separe suas contas fixas e suas contas variáveis. Feito isso, analise onde pode cortar custos – geralmente as despesas variáveis são as mais fáceis de serem cortadas. Sobre as contas fixas é recomendado manter o que realmente for necessário, como água, luz, telefone, internet, colaboradores etc.

Tenha cuidado ao realizar essa análise da sua organização financeira. Algumas vezes um valor que investimos pode parecer um custo, mas no final gera receita, logo é um investimento. Um exemplo disso é um “custo” com divulgação da empresa: esse valor não deve ser cortado, pois com ele podem surgir novos negócios. Tente conversar com a empresa que presta os serviços para reduzir os valores cobrados, mas não cancele.

Mais dicas para manter a organização financeira da empresa

Negocie com seus fornecedores valores e condições de pagamentos e não se esqueça: é importante que você mantenha um bom relacionamento com seus fornecedores. Lembre-se que essa é uma via de mão dupla e um ajuda o outro.

Avise com antecedência caso não consiga realizar algum pagamento. Dessa forma ele também se organiza financeiramente e você consegue prorrogar o título, isentando-se de juros e multa.

Pesquise sobre as novas condições de empréstimos anunciadas pelo governo. Nesse período muitas novidades foram divulgadas, como medidas provisórias de trabalho, prorrogação de impostos, empréstimo PRONAMPE, financiamento de folha, entre outros. Utilize todas as opções que puder, qualquer economia agora faz total diferença.

Leia também: 5 dicas para montar um planejamento financeiro para sua empresa

Cuidados importantes nesse período

Ao adquirir um novo produto ou serviço questione se você realmente precisa dele, se pode pagá-lo e se o utilizará neste momento. Essas três perguntas te ajudam a evitar custos desnecessários, acumular coisas que não vai utilizar e o mais importante, não deixa o seu caixa no vermelho, mantendo uma organização financeira.

Cuidado também com o cheque especial. No momento parece ser uma solução fácil, mas quando for pagar essa dívida ela pode causar um prejuízo muito maior. Por isso, opte por empréstimos e negocie as taxas de juros com o gerente da sua conta. Essa opção será mais cômoda e mais econômica no futuro.

Com uma boa organização financeira e uma boa comunicação é possível manter a empresa com as finanças controladas.

Essas dicas podem ser usadas também em sua vida pessoal. Ter uma boa organização financeira nos educa e nos ajuda a sobreviver em épocas difíceis.

Para manter o controle da empresa, o ideal é utilizar um sistema de gestão, porque além de um controle financeiro você consegue ter um controle de estoque, CRM, entre outras funções. Para suas finanças pessoais existem alguns aplicativos gratuitos ou até mesmo planilhas prontas na internet, utilize essas ferramentas a seu favor.

Artigo feito pela Juliana Pinheiro – Integrante do BPO Financeiro

Share This