• Alameda Terracota, 215 - Sala 1303
    Union Park Espaço Cerâmica - São Caetano do Sul, SP
  • +55 (11) 4223-9400
    +55 (11) 9 7061-6685
  • ÁREA DO CLIENTE
Índices contábeis ruins: encontre o erro!

Índices contábeis ruins: encontre o erro!

Você sabia que ao ter os relatórios mensais, é possível conhecer e analisar os números e índices contábeis da sua empresa, podendo tomar assim, decisões de gestão rápidas e estruturadas evitando a falência do seu negócio?

Muitos empreendedores possuem diversas informações em mãos que podem ser interpretadas dentro do balancete para ajudar na continuidade da organização.

 

Mas afinal o que é um índice contábil e o que torna ele ruim?

Primeiro vamos entender o que os são os índices contábeis: Trata-se de uma ferramenta de análise estratégica da viabilidade do negócio. Em termos diretos, é possível estimar até a descontinuidade de uma empresa (falência) com base nesses dados. As informações de análise podem ser extraídas do Balancete Contábil.

Você sabe o que é o balancete?

O balancete é um documento contábil produzido em período menor que um ano, diferentemente do balanço anual que se refere ao período completo.

O balancete é composto por grupo de contas, sendo os principais para abordarmos neste artigo:

  • Ativo Circulante: Trata-se dos bens e dos direitos (Recebíveis) da empresa a curto prazo.
  • Ativo Não Circulante: Trata-se dos bens a longo prazo e do imobilizado
  • Passivo Circulante: Grupo de contas que comportam as obrigações e deveres da empresa a curto prazo
  • Passivo Não Circulante: Trata-se das obrigações da empresa que extrapolam 12 (doze) meses.
  • Patrimônio Líquido: Compõe o capital social da empresa e os resultados acumulados (Prejuízo ou Lucro).

O que é o Demonstrativo de Resultado do Exercício?

Esta peça contábil demonstra o Resultado da empresa em termos de Lucro ou prejuízo.

Leia também Controle financeiro para pequenas empresas

Índices contábeis: liquidez corrente

A liquidez corrente é um dos índices contábeis que todo empreendedor precisa saber. Ela consiste em avaliar a capacidade em curto prazo que a empresa tem em quitar as obrigações. Para o cálculo desse índice será utilizado o ativo circulante (caixa, banco, cliente, estoque) dividido pelo passivo circulante (salários, fornecedores, impostos).

O que é liquidez imediata?

A liquidez Imediata é o cálculo se assemelha com a liquidez corrente, a única diferença é que neste índice será desconsiderado o saldo de estoque, tendo em vista que para concretizar a venda o retorno normalmente não é imediato.

O cálculo de margem líquida

O cálculo de margem líquida também está incluso nos índices contábeis. Ele evidencia o lucro que a empresa possui a cada um real de venda líquida (vendas totais deduzidos impostos). Para o cálculo é utilizado o lucro líquido dividido pelas receitas líquidas.

Índices contábeis e o endividamento geral

O endividamento geral identifica a composição das dívidas em termos de curto ou longo prazo. O cálculo tem como base o passivo circulante somado ao passivo não circulante, dividido pelo ativo total (Ativo Circulante + Ativo Não circulante).

Você já ouviu falar e EBITDA?

O EBITDA (Do inglês “Earnings before interest, taxes, depreciation and amortization – Tradução Livre: Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) é utilizado para mostrar o lucro antes de operações financeiras, como: juros, impostos, depreciações. O cálculo se dá pelo lucro operacional líquido menos o Custo da Mercadoria Vendida (Conhecido popularmente como CMV) menos as Despesas Operacionais.

É válido destacar que todo e qualquer índice contábil é apurado com base nas demonstrações contábeis, dessa forma se faz necessário que a empresa tenha em mãos sua DRE e seu Balancete.

Leia também Os 5 problemas mais comuns na gestão estratégica 

O que são índices contábeis ruins então?

O índice quando calculado, seu resultado deverá ser comparado com algum parâmetro ou critério para identificarmos se ele é um índice ruim ou não.

Para exemplificarmos melhor esta situação, daremos alguns exemplos com base nos índices contábeis que falamos acima:

Liquidez corrente: O parâmetro para identificarmos se este índice está ruim ou não, será o resultado de cálculo, que tem como referência o número 1.

Sendo assim, se o resultado do seu ativo circulante, dividido pelo seu passivo circulante, for maior que 1 demonstra que a sua empresa conseguiria quitar todas as obrigações a curto prazo, ainda tendo uma folga de recursos.

Caso o índice seja igual a 1, isto informa que os saldos são equivalentes. Caso o número resultado da divisão seja menor que 1, demonstra que em curto prazo, caso fosse necessário, a empresa está sem capacidade total de quitar com todas as obrigações.

Liquidez Imediata: Este índice também segue o princípio comparativo acima apresentado, ou seja, o número 1 será a referência.

Margem líquida: A margem líquida segue o pensamento de quanto maior melhor, ou seja, este índice apresentará quanto cada produto/serviço contribui efetivamente para a empresa em forma de lucro.

Endividamento Geral: Ao contrário da margem líquida, este índice quanto menor melhor. Representa qual o percentual de endividamento que a empresa possui. É calculado pela divisão do Ativo Total pelo Passivo Total.

EBITDA – Para este índice, a análise é identificar quanto a operação gera de caixa para empresa, também segue a linha de quanto maior o resultado, melhor.

Leia também Lucratividade e rentabilidade: entenda esses índices

A minha empresa é pequena, posso analisar esses índices contábeis?

Com certeza, os índices contábeis servem para todas as empresas e quanto maior o nível de conhecimento das suas receitas e despesas, maior será a facilidade em definir escolhas de gestão e consolidar seu planejamento.

E aí, ficou com alguma dúvida? Fique à vontade para nos contatar.

Contabilidade completa, regularizada e de confiança